terça-feira, 3 de novembro de 2009

Respostas a Perguntas - I CHING

Qual a definição para Fractal?
O poço. Inesgotável dádiva de alimento. União. O abismal. A vida. A suavidade, vento. Este não diminui nem aumenta. Eles vão e vem, recolhendo do poço. Ajuda mútua. O poço promove discernimento quanto ao que é correto. Base firme e inesgotável. Vasto alcance da vida que dele se extrai. É imutável dentro da mutação. Vidas unidas umas sobre as outras, vaso oco que se quebra.

Com quem tenho me comunicado?
Um extraordinário redespertar de processo de crescimento. Do ponto de vista político: reunião com os inferiores, pois há entre eles a possibilidade de uma renovação. Atributo é a força. Quando os "mortos" recebem assim os cuidados adequados eles penetram no interior da terra e ficam contentes. É bom ter onde ir. Sucesso.

Como ocorre a reencarnação?
Aderir (fogo). Aderir a algo, "ser condicionado", depender de algo, claridade. O obscuro liga-se ao que é luminoso. Uma linha obscura liga-se a uma linha luminosa acima e a outra abaixo. Assim surge a imagem de espaço vazio entre duas linhas fortes. O criativo incorporou a linha central do receptivo. Aderir, como imagem é o fogo. O fogo não tem forma definida, porém liga-se aos corpos que queimam, tornando-se luminoso. Assim como a água desce do céu, o fogo arde elevando-se da terra. As pegadas se entrecruzam. Amanhece e o trabalho se inicia. Cooperação dos dois princípios universais. Os corpos são necessários para que neles as forças da luz e da vida possam se expressar.

Em que consiste a sabedoria?
O caldeirão. Alimentação. Cabe ao anfitrião servir o alimento em benefício da nação. O poço - distribuição de alimento, mais para o povo. Chama alimentada pela madeira e pelo vento; sugere também preparação do alimento. Poço: fundamentos sociais da vida em comunidade. Caldeirão: Super estrutura cultural da sociedade. Aqui a cultura atinge sua culminância na nova religião. Os mais elevados valores terrenos devem ser oferecidos em sacrifício à Vida. Enquanto houver madeira abaixo o fogo arderá acima. O caldeirão é um utensílio sagrado. Acolhida do novo. A soberania é conferida a uma casa específica.

De que maneira resgatamos nossas vidas passadas?
A espera (nutrição). Todos os seres necessitam de alimento que vem do alto, tem seu tempo próprio, deve esperar. Não se pode forçá-la, deve-se esperá-la. Se você é sincero, tem a luz e o sucesso. É favorável atravessar a grande água = fazer uma escolha e vencer o perigo. Nuvens se elevam no céu. A imagem da espera. Esperar a chuva cair. O homem superior come e bebe, permanece alegre e de bom humor. A direção virá no seu tempo devido e então se estará preparado. A ESPERA ACABOU. Já não se pode mais evitar o perigo. Alguém cai no buraco. É bom aceitar o inevitável. Tudo parece ter sido em vão. Momento extremo. Ocorre uma imprevista transformação. Sem qualquer movimento de sua parte, faz-se uma intervenção externa. Ao início não se sabe se tal intervenção visa à salvação ou à destruição. MANTER A MENTE ABERTA, LIVRE. Não recuar num gesto de recusa teimosa para acolher respeitosamente a nova alternativa. Desta maneira se sairá logo do perigo e tudo irá bem. O resgate com frequência traz felizes reviravoltas em formas que ao início parecem estranhas. Não depende do poder do homem, porém do céu e das chuvas. A espera - conter-se. Há perigo adiante. Sendo firme, confiante e forte o homem não cairá nele. O sentido é evitar a perplexidade e o atordoamento. Se se está seguro e confiante da própria força, não se age de modo precipitado e se evita e perplexidade. O vapor sobe, ascende formando as chuvas. Ao subir aos céus a chuva já prepara sua queda. Assim toda a vida é alimentada e refrescada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário